14 MAIO 2021 - Neste tempo de pandemia algumas precauções devem ser tomadas da realização de Corpus Christi. O Bispo Diocesano Dom Celso juntamente com o Pe. Rafael, assessor diocesano da pastoral litúrgica, destacam algumas orientações. 

 

Estimados Párocos, Vigários Paroquiais e Diáconos.

 

Ref.: Orientações Solenidade de Corpus Christi.

            A celebração de Corpus Christi é caracterizada com o dia de manifestação pública da fé católica na presença sacramental de Cristo na Eucaristia, onde após a participação da Santa Missa acontecem as tradicionais procissões sobre os tapetes confeccionados encerrando com a bênção do Santíssimo Sacramento. Com as restrições que visam o cuidado sanitário de toda a sociedade, estas tradicionais manifestações, que geram aglomerações na sua maioria estão impossibilitadas.

Orientamos para que os párocos sigam as indicações e normativas sanitárias dos órgãos estaduais e municipais, bem como as normas litúrgicas de decoro e cuidado com o Santíssimo Sacramento, promovam em suas paróquias a celebração de Corpus Christi considerando cada qual sua realidade local.

  • As restrições à participação de fiéis na missa sejam mantidas (quantidade, evitar grupos de risco, etc.), dentro da possibilidade sejam oferecidos mais horários de realização da Missa, seguida de uma breve Adoração Eucarística;
  • Por questões sanitárias, não se distribua a comunhão em duas espécies;
  • Cada pároco verifique junto às lideranças a melhor forma de realizar a missa e a manifestação pública (transmissão ao vivo pelas redes sociais, passagem pelas ruas do Santíssimo em carro aberto, Missa em grande espaço, drive-in).
  • Analisar a situação sobre a confecção dos tradicionais tapetes, pois sempre geram aglomerações. Onde for realizar a procissão que se priorize a passagem do Santíssimo em carro aberto. Como sugestão aos fiéis para destacar este dia, pode-se orientar para que sejam enfeitados os portões das casas com tecidos, flores, frases eucarísticas etc;
  • Para as pessoas impossibilitadas de participar das missas recomenda-se o acompanhamento pelas redes sociais (tv e internet);
  • A orientação de abertura de Capelas para oração, adoração ao Santíssimo e distribuição da comunhão é recomendada neste dia(Recomenda-se que não haja Celebração da Palavra nas Capelas).

 

A Igreja celebra a Eucaristia sem cessar, mas a festa de Corpus Christi nos recorda a grandeza deste mistério que nos atinge eficazmente. A Eucaristia renova a presença de Jesus, que, sendo grande, se fez pequeno em favor da humanidade.

Que o Senhor nosso Deus sempre nos alimente com o Pão da Vida e que a Eucaristia seja cada vez mais celebrada no amor, na piedade, na partilha e no serviço missionário aos irmãos.

Pe Rafael Fuchs

Assessor Diocesano da Pastoral Litúrgica

 

Dom Celso Antônio Marchiori

Bispo Diocesano