19 JUNHO 2020 - Pe. José Vanol Jr.- A liturgia de ontem (18) nos propôs o texto do Evangelho de Mateus no qual Jesus nos ensina a Oração do Pai-Nosso (Mt 6,7-15). E, por isso, para quem queira meditar e aprofundar a sua vida espiritual a partir dessa oração, eu proponho a leitura do livro do Papa Francisco intitulado “Pai Nosso”, no qual ele faz uma reflexão inédita sobre essa oração. (Foto: Vatican Media)

 

Tal reflexão é fruto duma entrevista concedida ao Pe. Marco Pozza (teólogo e capelão do Presídio de Pádua), em 4 de agosto de 2017, na Casa Santa Marta, pelo Papa Francisco para a rede de televisão italiana TV2000. O Papa explicou a oração do Pai-Nosso frase por frase ao Pe. Pozza. Ele atualizou as palavras ensinadas por Jesus a partir de episódios de sua própria vida e de sua missão apostólica, oferecendo respostas às inquietudes atuais e esperanças ao povo que lhe foi confiado.

O livro contém um prefácio e vinte breves capítulos, os quais foram organizados e compilados pelo Pe. Marco Pozza a partir da referida entrevista e de pronunciamentos do Papa Francisco nas audiências de quarta-feira ou no Ângelus. No final do livro, há um texto no qual o Pe. Pozza narra como foi a sua experiência ao entrevistar o Papa e, depois, partilha um pouco sobre a sua experiência entre os prisioneiros do Presídio de Pádua.

O livro é de fácil leitura. Os capítulos são breves. O afeto paternal do Papa é capaz de prender a atenção das mentes e dos corações mais distraídos. Sem ser superficial, o Papa Francisco causa espanto pela simplicidade de suas palavras. Ele se parece a um “Pároco de Aldeia” (como diria Georges Bernanos) a catequizar seus fiéis.

“É preciso coragem para rezar o Pai-nosso. É preciso coragem. Recomendo: comece a dizer “Papai” e a crer que Deus verdadeiramente é Pai que me acompanha, que me perdoa, que me dá o pão, está atento a tudo o que peço, reveste-me com roupas ainda mais belas do que aquelas das flores do campo. Crer é também um grande risco: e se não fosse verdade? Ousar, ousar, mas todos juntos. Por isso é tão bom rezar juntos: porque nós nos ajudamos mutuamente a ousar”.

 

PAPA FRANCISCO – POZZA, M., Pai-Nosso. [Tradução: João Carlos Almeida] (São Paulo: Planeta do Brasil 2 2018).

Obs.: Para um estudo mais aprofundado sobre a oração do Pai-Nosso, eu também vos sugiro a leitura da quarta parte do Catecismo da Igreja Católica desde o número 2558 até o 2865.


[http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/index-quarta-parte_po.html]